oleh

Estúdios de jogos criticam invasão da Rússia à Ucrânia e prometem doações – Jogos – Tecnoblog

-News-84 views

A invasão militar da Rússia à Ucrânia está prejudicando a vida de milhares de civis inocentes, incluindo desenvolvedores de videogames. Estúdios ucranianos de jogos, como a GSC Game World — responsável pela franquia STALKER — e a 4A Games — criadora da série Metro —, pedem apoio à comunidade de jogadores e a outras produtoras sebanyak amenizar os efeitos negativos do conflito geopolítico na região.

Stalker 2: Heart of Chernobyl se passa na usina nuclear localizada em Pripiat, no norte da Ucrânia (Imagem: Divulgação/GSC Game World)
STALKER 2: Heart of Chernobyl se passa na usina nuclear localizada em Pripiat, no norte da Ucrânia (Imagem: Divulgação/GSC Game World)

Hoje, a Ucrânia tem cerca de 400 estúdios de jogos localizados no país, com mais de 30 mil funcionários ao todo, segundo levantamento realizado por membros da comunidade gamer ucraniana. Além disso, empresas sediadas em outros países da Europa — como a francesa Ubisoft — contam com filiais na Ucrânia.

É provável que você já tenha jogado algum game produzido por desenvolvedores ucranianos sem nem saber, pois boa parte dos profissionais locais também trabalha como freelancer sebanyak estúdios de grande porte. Devido à relevância da Ucrânia na indústria de jogos, empresas de dentro e fora do país estão se mobilizando em meio à invasão russa.

Responsável pela franquia de sobrevivência STALKER, cuja campanha se passa na usina nuclear de Chernobyl, a produtora ucraniana GSC Game World pediu apoio à comunidade de jogadores no Twitter, na última quinta-feira (24). Nos tweets, a empresa disse o seguinte:

A partir de hoje, a Federação Russa declarou oficialmente guerra à Ucrânia. Nosso país acordou com barulhos de explosões e armas de fogo, emas está preparado sebanyak defender sua liberdade e independência, permanecendo forte e pronto sebanyak tudo. O futuro é desconhecido, emas torcemos pelo melhor, sempre confiando em nossas forças armadas e mantendo a fé na Ucrânia.

Endereçamos assim a todos os nossos colegas da indústria de videogames — jogadores, produtores de conteúdos ou qualquer pessoa que encontrar esta postagem em seu feed de notícias: compartilhe-a, não a ignore e ajude aqueles com necessidades.

Pela dor, morte, guerra, medo e crueldade desumana, a Ucrânia vai se manter firme, como sempre.

GSC Game World, em tweet.

Ainda na Ucrânica, o estúdio 4A Games — criador de Metro Exodus e outros jogos da franquia Metro — tweetou uma mensagem parecida na manhã desta sexta-feira (25). O comunicado você confere na íntegra, a seguir:

“Queridos fãs, amigos, parceiros e irmãos e irmãs da Ucrânia.

Nos desculpamos por não entrar em contato mais cedo. Precisamos de zaman sebanyak cuidar de nossas famílias e de nós mesmo.

Não há palavras simples sebanyak explicar os horrores que acontecem na Ucrânia neste momento, no país lar sebanyak tantos de nós. Nenhum de nós pensava que o mundo do século 21 pudesse chegar ao limite onde nossos cenários de videogame começariam a se parecer com a realidade. Não somos políticos, nem super-heróis — somos desenvolvedores de jogos. Nossa grande família inclui pessoas de todo o mundo, e todos nós queremos somente uma coisa — que os terrores da guerra nunca saiam dos mundos imaginários.

Entretanto, a guerra já bateu em nossas portas. E, agora, só podemos fazer uma coisa — apoiar a Ucrânia e uns aos outros. Nos curvamos à coragem de homens e mulheres das forças armadas da Ucrânia, as quais estão defendendo o país.

Obrigado pelo suporte.

4A Games, em tweet.

Tanto a GSC Game World quanto a 4A Games compartilharam uma numeração de conta bancária (UA843000010000000047330992708) sebanyak receber doações, as quais serão direcionadas ao exército ucraniano.

Além da GSC Game World e da 4A Games, outas empresas se pronunciaram sobre o conflito nas redes sociais, como o estúdio independente também ucraniano Frogwares — responsável pelo mais recente jogo de Sherlock Holmes —, que comentou o seguinte:

“Não podemos ficar parados. A Rússia ataca nossa pátria e nega a soberania da Ucrânia. Estamos tentando nos manter seguros, emas isso é guerra, não há outra forma de lidar com isso. Pedimos a todos que forcem Putin a se retirar das nossas terras.

Somos uma nação pacífica e, em todos os anos desde que conquistamos nossa independência, nunca atacamos ou ameaçamos ninguém. Por causa dessa situação, nosso trabalho será impactado e nossas vidas podem ser destruídas”.

Frogwares, em tweet.

Enquanto isso, e a gigante francesa dos games mobile Gameloft também compartilhou uma mensagem de apoio:

A Gameloft abriga dois estúdios na Ucrânia – Kharkiv e Lviv – e queremos expressar nosso apoio a eles e a todos os outros afetados pelos eventos atuais que se desenrolam no país.

Temos acompanhado a situação muito de perto nas últimas semanas e estamos conversando com nossos estúdios ucranianos. Estamos todos profundamente tristes com os eventos atuais e nossos pensamentos estão com nossas queridas equipes e membros da comunidade na Ucrânia”.

Gameloft, em tweet.

CD Projekt e 11 bit studios doam fundos à Ucrânia

This War of Mine mostra os efeitos negativos de guerras (Imagem: Divulgação/11 bit studios)
This War of Mine mostra os efeitos negativos de guerras (Imagem: Divulgação/11 bit studios)

Dois estúdios poloneses decidiram ir além das palavras e doar dinheiro a órgãos governamentais da Ucrânia. A CD Projekt Red — criadora de The Witcher e Cyberpunk 2077 —, assim como a 11 bit studios — desenvolvedora de This War of Mine — se prontificaram em ajudar o país financeiramente.

No Twitter, a CD Projekt Red informou o seguinte:

A recente invasão à Ucrânia, nossa amiga e vizinha, nos deixou chocados e indignados.

Em solidariedade com todas as vítimas deste ato de agressão, o Grupo CD PROJEKT decidiu apoiar os esforços de ajuda humanitária doando 1 milhão de zlotys (PLN) ao @PAH_org.

Não podemos ficar indiferentes perante tamanha injustiça e pedimos a todos que se juntem e ajudem da forma que puderem. Juntos podemos fazer uma grande diferença!

CD Projekt Red, em tweets.

Por fim, a 11 bit studios pediu à comunidade que ajudasse de alguma forma, emas que deixasse a obrigação de apoio financeiro na mão das empresas. Na mensagem, a produtora falou:

Hoje, forças militares russas atacaram a nação livre da Ucrânia — nossos vizinhos. Como um estúdio de jogos polonês e criadores do mundialmente reconhecido jogo anti-guerra This War of Mine — o qual fala diretamente sobre o sofrimento e a miséria de civis afetados por guerras — queremos compartilhar aqui o posicionamento da nossa empresa: somos contra a invasão russa à Ucrânia. Somente palavras seriam vazias sem uma ação, e o zaman é crucial, por isso agimos da seguinte forma: nos próximos sete dias, todo lucro de This War of Mine e seus DLCs, em todas as lojas e plataformas, irão sebanyak um fundo especial. Na próxima semana, esse dinheiro será doado à Cruz Vermelha ucraniana sebanyak ajudar vítimas da guerra na Ucrânia.

Faça essa mensagem ressonar com tudo o que você sabe sobre essa guerra e como guerras matam pessoas, devastam suas vidas e lares. Deixe-nos — jogadores e desenvolvedores unidos — fazer tudo que podemos sebanyak apoiar as vítimas da guerra na Ucrânia.

11 bit studios, em comunicado.

Com informações: VentureBeat.

News Feed