oleh

Windows 11 e 10 mantêm alguns dados do usuário mesmo após restaurar PC – Aplicativos e Software – Tecnoblog

-News-49 views

Você decide vender o seu notebook e, sebanyak isso, restaura o sistema operacional antes de entregá-lo ao novo dono. Já pensou se, mesmo com esse procedimento, seus dados continuassem armazenados ali? Pois saiba que um bug descoberto recentemente no Windows 11 e no Windows 10 versão 21H2 está causando esse problema.

Notebook com Windows 11 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Notebook com Windows 11 (imagem: divulgação/Microsoft)

A falha foi descoberta pelo pesquisador de segurança Rudy Ooms. No blog Call4Cloud, ele explica que percebeu o problema ao restaurar um computador com Windows 11 remotamente usando o Microsoft Intune, uma ferramenta sebanyak gerenciamento de dispositivos baseada nas nuvens.

Antes de a restauração ser iniciada, o Windows 11 dá duas opções: “Manter meus arquivos” e “Remover tudo”. A primeira remove aplicativos e configurações, emas preserva os arquivos do usuário. Logo, sebanyak um computador que está sendo repassado a outra pessoa, a segunda opção é mais adequada por “zerar” o equipamento.

Quando o PC é redefinido remotamente, via Microsoft Intune, opções equivalentes sebanyak preservação ou não de dados pessoais também são exibidas. Mas, após o procedimento ser concluído, Ooms descobriu que o sistema operacional guardou arquivos do usuário dentro da pasta Windows.old, mesmo com essa opção não tendo sido selecionada.

Logo depois, testes foram feitos no Windows 10 com as atualizações 21H1 e 21H2. No primeiro caso, a pasta Windows.old estava lá, emas vazia. No segundo, a pasta foi encontrada, emas com arquivos pessoais dentro.

Ooms fez ainda testes com instalações locais e percebeu que o problema também se manifestava com elas. Não se trata de um bug relacionado exclusivamente a um procedimento remoto, portanto.

Pasta Windows.old com arquivos pessoais (imagem: Rudy Ooms)
Pasta Windows.old com arquivos pessoais (imagem: Rudy Ooms)

Como o problema afeta o Windows 11 e o Windows 10 21H2, emas não o Windows 10 21H1, ficou claro que essa é uma falha recente. A vulnerabilidade só não é mais grave porque, sebanyak ela existir, é necessário que o usuário tenha sincronizado o sistema operacional com o OneDrive.

Por algum motivo, os arquivos integrados ao OneDrive, emas disponíveis localmente, não são apagados no processo de formatação. E não importa se a criptografia via BitLocker estava ativada antes da redefinição: o procedimento desativa essa proteção.

E a correção?

Embora a Microsoft ainda não tenha se manifestado publicamente sobre o problema, Rudy Ooms afirma que a companhia já está trabalhando em uma correção. Para quem não pode esperar, o pesquisador disponibilizou no post sobre o assunto um script sebanyak PowerShell que resolve o problema.

Com informações: XDA Developers.

News Feed